sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Grande Árvore

Não sou especialista em árvores, mas esta me surpreendeu, ela se encontra bem na esquina entre as ruas Luis Michelon e Angelina Michelon, no Bairro Lourdes, ela é enorme, fiquei impressionado mesmo, não sabia da existência dela e fica praticamente no centro da cidade.


Ontem após almoçar com a minha esposa, nós paramos ali e ficamos sentados neste banquinho, acho que se eu e ela juntos tentássemos abraçá-la não conseguiríamos, pois é gigante mesmo, não me lembro de algo igual em plena área central. 

E o fato de termos ficado descansando embaixo de uma árvore fez com que voltássemos de tarde renovados para o trabalho, este é o pecado do Brasil com os trabalhadores, não investir em áreas de Lazer para a população relaxar e voltar energizada para o trabalho.

7 comentários:

  1. É um Platano(Pkitanusxhispanica Mill. ex Munchh), é considerado um híbrido entre o plátano Americano (Platanus occidentalis L.) e o plátano Europeu (Platanus orientalis L.. É o mesmo que tem nos macaquinhos...

    Muito utilizado nos anos 80 e 90 para paisagismo urbano, as novas regras e orientações para este tipo de paisagismo desestimulam o plantio deste tipo de arvore por não ser nativa da região, é uma especie invasora, exotica.

    Alem de sombra ela não contribue em nada com o Bioma da Região.

    A arvore indicada para sua substituição é o Angico ou o Manaca da Serra, eles produzem um volume de sombra similar, porem não perdem as folhas no inverno, seu porte também é similar ao do platano. O Angico e o Manaca possuem frutos que alimentam a fauna. Alem de serem nativos aqui da encosta superior do nordeste.

    Abs Flarestais

    ResponderExcluir
  2. E as raízes são danaaaaadas umas barbaridade hehehe.

    Aliás, esses dias que me explicaram, não é uma folha de plátano na bandeira canadense, mas sim do tal Apex ou algo do tipo.

    Bem, em relação à reenergização de sentar abaixo de uma árvore, falou tudo!

    J.Cataclism

    ResponderExcluir
  3. J.

    A bandeira do Canada é um Bordo, ou Acer Palmatun, tem vários nomes "comuns".

    Reino: Plantae
    Divisão:Magnoliophyta
    Classe: Magnoliopsida
    Ordem: Sapindales
    Família: Sapindaceae
    Género: Acer L.

    Dentro do Genero Acer existem mais de 25 especies diferentes, o Platano apesar de muito parecido é bem distante das Aceres...

    O Acer em geral é muito utilizado para Bonsai, por sua rapida recuperação e crescimento. Eu mesmo tenho uns 4 Acer Palmatun, 3 Acer Kaede, 1 Acer Atropurpureum e 1 Acer Deshojo.

    E quanto as raizes, PQP, o platano tem raiz muito invasiva. O problema dele é que é natural de uma região diferente, com um solo diferente, tanto em qualidade quanto em morfologia. Lá na região de origem dele as raizes não se desenvolvem tanto quanto aqui, no clima mais quente..

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigado, Márcio!
    Explicação completa. Isso mesmo, "ACER", e não "Apex"...
    :-P

    Eu mesmo plantei algumas mudas e sementes e nem sei o nome ao certo.

    J.Cataclism

    ResponderExcluir
  5. J.

    São ossos do oficio!!! eheheh

    Abração

    ResponderExcluir
  6. Muito bem explicado pelo Marcio, como disse no início do Post, não sou especialista em árvores, mas esta ai é muito massa, mas se o Dr. Márcio disse que as indicadas agora são Angico ou o Manaca da Serra, espero que quando Caxias e região fizerem novas áreas de lazer que usem estes os tipos indicados.

    João Marcos

    ResponderExcluir
  7. Grande João...

    O titulo da graduação deixa para os outros, te considero meu amigo (virtual, porem ainda assim amigo!!!!

    Quanto a questão de "indicadas agora", o fato é que o ideal é sempre preservar o meio biotico, porem ate um tempo atraz não havia esta preocupação, plantava-se o que ficava mais bonito. Porem com o passar do tempo, e com a crescente preocupação ambiental, com o crescente entendimento do meio ambiente como um TODO, as pessoas passaram a entender que nao basta plantar arvores, deve-se plantar a arvore certa para cada local. Uma arvore fora de seu ambiente é pior que nenhuma arvore.

    Dou como exemplo o eucalipto ou o pinus. Todos aqui já viram as grandes plantações destas especies, o que acontece quando o vento leva sementes para areas vizinhas? Nasce um pequeno "capão" de eucaliptos, eles como especie invasora crescem muito mais rapido que as nativas, logo eles já estão dominando aquele meio e sufocando as nativas. Em um capão de eucalipto, nenhuma outra especie nasce, nenhum animal encontra alimento (fora os coalas) nenhum inseto se alimenta de sua seiva, sem insetos ali as aranhas tb não aparecem... e por ai vai...

    Já em um "capão" de Angico, por exemplo, ou qualquer outra, logo vc terá varias outras especies, seja trazida pelo vento ou pelas fezes de aves e pequenos mamiferos, em pouco tempo um pequeno meio biotico completo surge.

    Só que isso sempre foi assim, desde que o mundo é mundo, o que acontece agora é que as pessoas passaram a perceber isso e a colaborar para que isso aconteça...

    Se eu planta um Angico no Canada, ele não vai ter utilidade nenhuma lá, somente sombra..

    Absssss Ambientais a todos!!!!!

    A proposito, estou indo a Caxias amanha para meus piás viasitarem os avós, vou passar pela sinimbu e ver aquela planta do Blog do Ciro, se a minha querida e sumida amiga Aninha ainda não tiver ido lá fazer o alporque, eu vou faze-lo...

    ResponderExcluir