segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Samae e suas adutoras

Meu Deus do céu, como rompem adutoras em Caxias do Sul, sempre, mas sempre que falta água em algum bairro e o usuário liga para o Samae é sempre a mes história: rompeu uma adutora na localidade tal e o abastecimento voltará em algumas horas.

Como pode tanta adutora romper em Caxias do Sul ?? Não sei se é normal isso, mas que as notícias de falta de água sempre estão ligadas com adutoras o Samae não pode negar, não sei se são velhas ou de qualidade inferior, mas que a desculpa não esta colando mais para muitos moradores esta evidente.

Sábado conversando com meu Barbeiro ele reclamou que no seu bairro faltou água durante os 3 últimos finais de semana e toda vez que ele ligou para o Samae a desculpa foi a mesma: adutora rompida, nisso mais dois clientes se manisfestaram e disseram que quando falta água em suas residências o Samae sempre diz a mesma coisa. 

Será que já virou uma desculpa do Samae ?? Não sei, mas que é estranho sempre faltar água pelo mesmo motivo numa cidade do tamanho de Caxias do Sul é, mas fazer o que ?? Temos que acreditar que é verdade que sempre se rompem adutoras somente nos finais de semana.

6 comentários:

  1. João, não sei se é o caso, ate porque seria muita coincidência... Porem é fato divulgado que as adutoras, principalmente da area "de dentro" das perimetrais são muito antigas, tanto que algumas estão sendo trocadas, como no exposição recentemente (os buracos estão ainda lá, a mais de 6 meses). Toda essa tubulação antiga esta se desmanchando, tem coisa ali a mais de 50 anos...

    Quando minha irma estagiava no SAMAE, ela comentava que o que tem embaixo da terra ai em Caxias é coisa de deixar ate quem não entende do assunto de cabelo em pé.

    Desde a peimeira administração do Victorio Três que NADA é feito para substituir ou redimencionar isso ai, agora na segunda do Sartori começaram timidamente com um plano de substituição...

    Porem afirmar que TODA a falta de agua é culpa de adutora, é no minimo palhaçada de parte do Caberlon, assim como afirmar que não sabe de onde vem o lodo preto do Pinhal!!!!! Alouuu Caberlon, vai no parque da imprensa em um dia de lavagens de tanques que tu vai ver de onde sai o lodo preto!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Também recebo a mesma informação quando ligo para o Samae. Adutora! Adutora! Nem ligo mais, só fico esperando o site do pioneiro dar a informação. Aliás o site do Samae poderia dar estas informações, sobre prazos de retorno do abastecimento, problemas, etc.
    Talvez alguém tenha algum conhecido que trabalhe na manutenção dessas adutoras e possa nos informar sobre a veracidade das informações que o Samae repassa a população.

    ResponderExcluir
  3. Desculpem, mas não tem nada a ver com adutoras antigas e assemelhados. De uma média de 15 adutoras por dia uns 5%, cabem neste item. O que acontece é o tal contrato com a RGE no horário de ponta. Das 19 ás 22 horas. Ai esvazias-se os reservatóris da cidade. Para recupera-los, após o horário de ponta aumenta-se a rotação das bombas na cidade e nas Estações de Tratamento, e aumenta a pressão nas redes. Com a chegada da madrugada e a baixa co consumo está pressão aumenta mais ainda. Ocasionando o rompimento das redes. Nos casos de dia elesaumentam a pressão, nas redes, para poder diminuir no horário de ponta. Ou seja economiza 200 mil em energia elétrica, não distribui água, nos horários de maior consumo e gastam 500 mil para conserto das adutoras

    ResponderExcluir
  4. Prezado Pereira...
    Tocou em um ponto que eu também nunca entendi ao certo o que passa pela cabeça da direção do SAMAE.

    Quando minha irma estagiava lá, ela comentou certa vez que a conta de energia eletrica deles é pra lá de milhão, e com o Marrecas vai subir uns 800 mil.

    Porque raios o SAMAE não compra energia direto da Usina????? Eles tem volume de consumo para isso... É muito mais em conta, eles tiram dois atravesadores do caminho, a distribuidora (RGE) e a transmissora (no caso a Eletrosul) Elas pagam diretamente para a Usina o que compram dela (excedentes da energia assegurada)um preço de R$ 65,00 o megawat hora (em media) e apenas uma taxa para a transmissora, uma especie de pedagio pelo uso das linhas de transmissão. Ela precisa apenas construir uma subestação, porem o custo da subestação não passa de 5 milhoes, o que se pagaria em menos de um ano em economia de energia.

    Mas... O Caberlão que é o cara que entende TUDO deve ter seus motivos...

    abs

    ResponderExcluir
  5. Marcio, a idéia é ótima. Mas acompanhe os atos desta administração no Samae.
    Vigilância Terceirizada. Empresa MOBRA aquela do forum, lembra.
    Conserto de adutoras, redes e ramais. JK Ferreira. Aquela que um processo do Ministério Público, junto com o Caberlon.
    115. Tem uma funcionária do Samae de 2ª a 6º no horário comercial, demais atendentes terceirizada, empresa Adalma. Serviço de limpeza, também empresa Adalma. Folha de pagamento Uno Informática. Agora estão desmontando a Hidrometria que fazia consertos, reparos e aferições de hidrômetos, estão passando para a JK Ferreira.
    O problema é que estás empresas ganham um dinheirão, pagam o salário minimo para seus funcionários, o que gera uma grande rotatividade, por exemplo, quando uma pessoa começa a apreender alguma coisa, vai embora, porque arrumou um trabalho melhor. Estás atividades deveriam ser feitas por funcionários concursados.
    Nos bastidores tem um zum zum zum, que a represa das Marrecas, vai para omesmo caminho.
    Depois de tudo isso voce acha que eles vão comprar energia elétrica da Usina. No relatado ai em cima é onde mora o perigo.

    Abs.

    ResponderExcluir
  6. Realmente Pereira...

    Agora uma coisa que também fica no ar... Como que pode um ministerio publico, um tribunal de contas não ver uma coisa destas???

    A MOBRA é uma empresa condenada por formação de Cartel!!! Aqui na Ceran eles foram desclassificados de um processo de contratação de vigilância armada porque não conseguiram apresentar os documentos necessários, e olha que é uma empresa privada, no serviço publico deveria ser ainda mais rigido...

    João, qual o procedimento para levar fatos assim ate a promotoria?

    Abs

    ResponderExcluir