terça-feira, 14 de setembro de 2010

Planos de Saúde


A Saúde no Brasil é precária, quanto a isso todos sabem, mas o problema esta se alastrado para a Saúde Privada também, em Dezembro de 2009 levei minha esposa para um atendimento no Círculo Operário Caxiense, foi um show, abaixo segue na integra os e-mails de reclamação que enviei para eles e as respostas dos mesmos:

Boa tarde !!

Primeiramente gostaria de dizer que não sou Cliente do Circulo e sim de outra empresa de Planos de Saúde, porem minha esposa necessitava de um Atendimento Especializado e fomos informados que no Circulo Operário havia Plantão desta especialidade. Chegamos por volta das 17 hrs, assim que entramos tiramos a senha, chega um veiculo e um rapaz desesperado solicitando uma maca, e ninguém, mas ninguém mesmo se mexeu para abrir a porta das Ambulâncias, pois não havia ninguém lá, a Atendente não deixou ele entrar pela porta de Atendimento, enquanto isso os rapazes já estavam com a senhora nos braços aguardando abrirem a porta, ai quando o "prestativo guarda" abriu a porta os rapazes continuavam solicitando a maca e o guarda não sabia o que fazer, claro ele é um guarda e não enfermeiro, pois destes não havia nenhum, os rapazes largaram as pernas da senhora no chão e eles mesmos a colocaram na maca, ai foram na recepção e a Atendente ainda ficou brava com eles pois eles haviam feito um alvoroço, como pode, a senhora estava desmaiada e ela queria que eles ficassem calmos ?? Isso é um absurdo. Neste meio tempo chega um senhor grisalho dizendo que sua filha (acredito que seja este seu grau de parentesco) havia inalado uma fumaça tóxica, neste instante a moça vem correndo atrás desmaiando, pois a mesma não conseguia respirar e ninguém foi ajudá-la, simplesmente abriram aporta e ainda falaram mal do senhor porque ele estacionou na vaga das Ambulâncias, mas pelo menos a moça entrou imediatamente. Mas o senhor grisalho ficou mais de 40 minutos insistindo para falar com o Medico, pois a fumaça era tóxica e perigosa e não o deixavam entrar, ele queria dar explicações sobre o caso, informar o médico e não podia. E os rapazes que carregaram a senhora desmaiada, saímos do Plantão as 18h30min e ninguém havia os chamado para falar sobre o estado da Paciente, os chamaram somente para cobrar os R$130,00 dos exames. Quando chegou um funcionário uma das Atendentes ainda falou, fica esperto, pois hoje isto aqui esta um INFERNO, eu achava que era um Hospital onde salva-se vidas, mas pelo visto é um INFERNO mesmo. Só gostaria de salientar que graças a Deus escolhi o Plano do Concorrente, pois já tinha ouvido propagandas negativas do Plantão, mas vi que não é Propaganda é realidade.

O ocorrido foi no dia 12/12/2009 e no dia 15/12/2009 recebo a seguinte resposta:


Prezado Sr.XXXX XXXXXX e esposa, diante do exposto no seu relato, reunimos a equipe assistêncial do Pronto Atendimento para esclarecer os fatos citados.
Nosso retorno se faz extenso, mas necessário para conversarmos a respeito do ocorrido. Temos também uma preferência de falar pessoalmente, mas como não nos informou contato telefônico, respeitamos a sua forma de pronunciamento. 
Com relação a senhora desacordada, os responsáveis chegaram e informaram que era uma emergência, A porta da ambulância foi acionada para agilizar o acesso e simultaneamente a enfermeira de plantão, um técnico a até mesmo a enfermeira do acolhimento  buscaram a maca para trazê-la. Os familiares não esperaram e entraram com ela no colo ( atitude que compreendemos perfeitamente ). Ela foi prontamente atendida e  encaminhada à UTI.
Neste mesmo instante, chegou a paciente que havia inalado fumaça. Foi encaminhada à sala de urgências e lá atendida por outra equipe. Tendo várias salas de atendimento no PAA e duas situações de maior complexidade juntas, a equipe se direcionou ao atendimento antes de informações aos responsáveis, a informação é importante, mas o atendimento (salvar a vida) é prioridade. 
O familiar da paciente estava preocupado e pedia para falar com o médico, como ele estava atendendo a urgência, não podia naquele instante conversar com o familiar. Mesmo a enfermeira, que é capacitada, colocar-se a disposição para ajudá-lo, ele não aceitou.
Quanto aos comentários citados pelos funcionários, estes foram pauta de reunião de equipe. Por mais que eles estejam dentro de situações que  pertencem ao cotidiano de uma urgência e emergência, devem abster-se de declarações que incitem dúvidas e ou insegurança de quem está no ambiente. 
Estar dentro de um plantão de urgência e ver situações desta natureza é sempre muito ruim, mesmo para quem está neste segmento a muitos anos.
Temos como valor, o respeito a percepção de cada pessoa, pois nós mesmos que estamos vivendo todos os momentos de um hospital, nos percebemos fragilizados diante de um risco eminente de morte, do sofrimento e da angustia e dor de um familiar.
Entendemos como o senhor e sua esposa nos perceberam, mas tenha a certeza que o Hospital do Círculo possui um Pronto Atendimento com capacidade tecnológica e humana para atender qualquer tipo de urgência.
Para o Círculo, receber um relato de cliente, seja de natureza crítica, sugestão ou elogio é de  relevante importância. No conceito que fazemos de qualidade, o silêncio de um cliente é que sinaliza que nem tudo está bem.  
Se preferir nos remeter seu contato, fazemos ainda questão de conversar pessoalmente.
Cordialmente,

Regina Mônica Zagonel 
 
Mas sabem o que me revoltou na época ?? Foi a resposta de uma tal Fernanda Onzi, não sei o seu cargo na Instituição, mas como a Regina enviou o e-mail com cópia para várias pessoas, esta moça acabou respondendo com meu e-mal em cópia como segue:

Muito bom meninas, muito bom mesmo!!!

Olhem só, vibrando com uma resposta bem elaborada aos clientes, ao invés de perguntar, como aconteceu isso ?? O que houve ?? Não, elas ficam felizes de terem se saído bem da situação que eu as envolvi. Brasil, Brasil, Brasil ............................................................ Ainda por cima tentaram me dissuadir, quem viu a situação fui eu, minha esposa e o restante das pessoas que aguardavam atendimento, claro que eles amenizaram os fatos, mas tentaram claramente mudar minha opinião. Não mencionei no e-mail enviado para eles que este dia estava muito pior, era muita gente aguardando atendimento, inclusive crianças deficientes e idosos, minha esposa demorou uma hora e meia para ser atendida, sendo que era especialista e a maioria precisava de Clinico  Geral, tem que pagar estacionamento e ainda quanto ao caso dos rapazes, acho que eles foram mla atendidos porque não estavam bem vestidos, isso ninguém tira da minha cabeça.
Para não ficar batendo nas mesmas teclas respondi de forma cordial como segue:

Boa tarde !!
Somente gostaria de salientar que são criticas construtivas, pois acredito que quando pensamos que tudo esta Ok começamos a falhar. Quanto ao atendimento interno não posso dizer nada, somente que minha esposa foi muito bem atendida. Porém sobre o atendimento externo ressalto que deixou muito a desejar, e esta não é somente minha opinião, e sim de todos que aguardavam atendimento e outras pessoas que comentamos o ocorrido.
Enviei esta critica e foi muto bom que o Hospital colocou em pauta, isso mostra respeito com os Clientes, derrepente fui muito severo, porém quando se trata de vidas devemos ser mais solidarios, pois as pessoas que aguardam estao fragilizadas e acabam temendo o que acontecerá no atendimento interno se o externo e ruim.
Quanto a tecnologia não posso dizer nada tambem, pois um Hospital com esta estrutura com certeza deve ter equipamentos com alta performance.
Minha indignação fica somente ao atendimento e a forma como vimos, "parecia um descaso".
Obrigado pelo retorno.


Pessoal, é complicado sabem, paga-se impostos e não temos direito a Saúde, paga-se Planos e não temos direito a Saúde e respeito, graças a estas coisas que me revoltam criei este Blog, temos que mostrar a realidade, pois para os políticos está tudo maravilhoso, tudo mesmo, inclusive os altos salários que recebem e o Plano de saúde particular em Brasília.

2 comentários:

  1. Amigo John

    Cara, já comentei aqui sobre a situação de minha mãe.

    O que posso te dizer sobre o hospital do circulo (opinião de quem passou um mês lá dentro):

    Os profisionais do CTI são maravilhosos, minha mãe ficou lá 20 dias desacordada. As auxilires, as enfermeiras, todos alem de cuidar muito bem de minha mãe, trataram a mim e a minha irma com uma atenção e carinho que chegaram a impressionar. Em uma escala de 1 a 10 tanto eu como minha irma dariamos 100 para eles.

    Os proficionais do quarto. Ela ficou mais 10 dias no quarto antes de receber alta. Os auxilires e enfermeiros do setor 350 foram extremamente atenciosos, proficionais, prestativos... Não temos uma virgula para reclamar...

    Inclusive minha irma mandou uma carta ao pioneiro agradescendo a todos pela atenção e carinho. Porque alem de cuidar do paciente eles dão uma atenção inacreditavel também aos familiares.

    Bom john, este comentario é baseado na experiencia que vivi nos ultimos 40 dias. De forma alguma quero colocar em xeque o que você falou.

    Abs

    ResponderExcluir
  2. Marcio, não disse que o atendimento interno é ruim, é muito interessante ter uma opinião dos ultimos 40 dias, inclusive no e-mail de retorno disse que minha esposa foi muito bem atendida internamente, mas no externo do pronto-socorro é um caos, deixaram a desejar, e sei que continua igual. E o pronto-socorro também é um setor diferente das internações.

    Abraços.

    ResponderExcluir